Fone: (11) 3409-8206
Ortopedia Funcional
A Ortopedia Funcional dos Maxilares é uma especialidade da Odontologia que estuda, diagnostica e intervém nas alterações do crescimento e desenvolvimento dos ossos da face, buscando o equilíbrio e harmonia da estética facial e fundamentalmente, a realização correta de todas as suas funções (respiração, mastigação, deglutição, fonação etc). A palavra Ortopedia significa: Orto = Correto e Pedia = criança, ou seja, criança perfeita, não apenas dentes perfeitos. Indicações:
  • Atua a partir dos 3 anos de idade ou quando o problema for diagnosticado, observando não só a mordida mas a respiração, fala e postura corporal, que por ventura possam ter sido alterados pela boca.
  • Corrige desarmonias de crescimento como arcadas estreitas, queixo para trás ou muito para frente, dentre inúmeras outras alterações de crescimento facial.




  • Pacientes adultos também podem se beneficiar da técnica para tratamento de bruxismo, disfunção articular (DTM), dores de cabeça entre outras doenças relacionadas à boca
  • Consequências da demora no diagnóstico ou diagnóstico incorreto:
  • Um diagnóstico incorreto, ou a espera pela troca dos dentes de leite por permanentes, ou aguardar o fim do crescimento para início do tratamento com aparelho fixo, muitas vezes indica desconhecimento ou despreparo do profissional sobre técnicas que poderiam ser utilizadas para correção precoce.
  • Em alguns casos podemos esperar, mas isso deve ocorrer quando as bases ósseas estão de tamanhos adequados e bem coordenados para o posicionamento de todos os dentes, e só restaria alinhá-los e nivelá-los para a correta finalização estética.
  • A demora para o início do tratamento pode restringir as opções de tratamento para a extração de dentes ou a cirurgias ósseas, e se o problema for grave poderá levar ao comprometimento da autoestima por uma vida inteira.
  • O tratamento ortopédico precoce diminui acentuadamente essa necessidade.
  •      
           Vantagens do tratamento com Ortopedia Funcional dos Maxilares:
  • Como a ortopedia atua diretamente na causa, as chances de recidiva pós-tratamento ortodôntico são muitos menores.
  • As correções são muito eficientes e preparam a boca da criança para exercer suas funções e facilitam um correto alinhamento dos dentes na fase de tratamento com aparelho fixo, se necessário.
    • Para isso, ela faz uso de aparelhos removíveis, e seu desenho varia segundo a necessidade de cada paciente e planejamento profissional.
    • São fáceis e confortáveis de usar, e seus resultados muito rápidos, dependendo de algumas variantes como gravidade do problema, momento biológico do paciente (se ainda está em fase de crescimento), seu biotipo e heranças genéticas.
    • Desvantagens do tratamento com Ortopedia Funcional:
    • Talvez a maior delas seja a necessidade de cooperação do paciente, o tratamento conta com a colaboração por parte das crianças e das famílias com relação ao uso.




    • O acabamento dental (alinhamento), às vezes, não é o ideal, já que a técnica é primordialmente focada em controle de crescimento e obtenção de espaço.




    •  Interação entre as técnicas
       Assim como a ortodontia tem suas limitações, a ortopedia também as tem. Coordenar as duas disciplinas e extrair o que cada uma delas tem de melhor é o caminho mais preciso para um tratamento eficiente, rápido e estável.




Cadastre seu e-mail para receber informações do NEOM-RB
"Todas as fotos apresentas no site são apenas indicativas. São direcionadas a profissionais da Odontologia, não devem ser consideradas como início e fim ,nem como resultado padrão para todos tratamentos."
Desenvolvido por: Alcmidia / Guis